O que achamos do Bestiário de Arton Volume 2

A arte cada vez melhor de Lobo Borges

Estamos estreando um novo autor no blog: Alex “Druida” Gabriel vai nos encher com Pokémon, monstros e raças que ninguém além dele gosta de jogar. Uma salva de palmas!!! Pra não dizer que ele não entende do assunto, vamos começar com a crítica do Bestiário de Arton Vol. 2:

“Monstros! Monstros por toda parte!” – Albor, plebeu, cansado de Arton [quando morrer vai parar em Chacina, o Reino Divino de Megalokk, por pura ironia.]

Recebi meu livro essa terça-feira, depois de comprar na pré-venda e ter que esperar quase um mês, a expectativa estava muito grande nele. Diferente do primeiro Bestiário, que teve a versão brochura e uma versão limitada capa dura, todos os livros são capa dura com uma ótima qualidade da impressão, não havendo um defeito que veio na capa do primeiro em alguns livros [como o meu :/].  O desenho da capa é sensacional, me dá vontade de ficar olhando constantemente para ele. XD

O livro vai direto ao ponto, logo após a introdução começam os monstros. Ele continua a seguir o estilo do primeiro, havendo monstros conhecidos de D&D ambientados em Arton e convertidos para TRPG, monstros icônicos do cenário com suas fichas atualizadas, novos monstros para surpreender os jogadores e as fichas de vários animais para quando o mestre precisar de algo mais normal :P.

Continuar lendo O que achamos do Bestiário de Arton Volume 2

Shinaimaru – O Guardião dos Bambuzais

Olá a todos! Hoje temos uma postagem especial enviada por nosso amigo Marcos Rickmaru Henrique, do grupo Portal Lendas no facebook. Marcos é um poço de boas idéias (ele quem fez o logo oficial de nosso site) e mandou esse texto e imagem para que nós desenvolvêssemos as fichas. Não se acanhe, envie seu material pra gente também, via e-mail, facebook, sinais de fumaça… É só a gente curtir que vai aparecer aqui!

 Shinaimaru

Shinaimaru são os guardiões dos bambuzais do antigo império de Tamu-ra. O shinaimaru quando visto de longe lembra o semblante de um samurai vestido com sua majestosa armadura, porém quando se aproxima não passa de um emaranhado de bambus assustador. Mas ele tem um estilo bem parecido com o dos guerreiros orientais.

O shinaimaru tipico tem uma peculiaridade, sua mão esquerda tem um filamento que lembra uma shinai, espada de bambu, que é usada como arma, e ele a usa com a mesma habilidade de um samurai. Alguns até dizem que no início dos tempos os homens aprenderam com esses seres a arte do bushidô. Mas há quem diga que avistou ou foi atacado por um shinaimaru com uma espécie de arco na mão, e outros com uma extensão.

Continuar lendo Shinaimaru – O Guardião dos Bambuzais

O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (e só dele)

Nos tempos de Homem de Aço e Capitão América 2 (e futuramente X-Men: Dias do Pretérito Perfeito), é bom saber que ainda existem filmes divertidos e inocentes como o novo Homem Aranha. Afinal, não é sempre que precisamos Nolanificar os super-heróis.

O filme é bem mais animado que o primeiro, fato já perceptível pelas cores mais vivas no uniforme do Aranha e pela quantidade de ações que passam durante o dia (e as piadinhas infames ligeiramente mais frequentes que no primeiro filme, amém). O relacionamento dele com Gwen está mais maduro e ele se encontra sempre dividido pela promessa que fez ao pai dela (“Não é a primeira vez que discutimos isso, Peter”) e os nova-iorquinos parecem todos adorar a presença do herói na vizinhança (é comentado, apesar de mal explorado, que existem algumas pessoas que são contra o aracnídeo, mas talvez esse plot fique pro próximo filme). Gwen Stacy é, sem dúvida, a estrela do filme (beijos, Emma Stone, me liga).

Continuar lendo O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (e só dele)

A Paladina será a protagonista de Holy Avenger 2

Érica Awano vai fazer dupla com Cassaro novamente

Como prometido pelo Marcelo Cassaro (membro do Trio Tormenta Original e autor de Holy Avenger) no domingo (23/02) via redes sociais, foram divulgadas nesta segunda-feira as primeiras informações sobre continuação da HQ Holy Avenger!

Como o próprio título já revela, a protagonista principal será a Paladina! Isso mesmo, a mascote que respondia as cartas dos leitores ao lado do Paladino. A personagem não existia oficialmente em Tormenta. Agora, terá sua origem revelada no primeiro capítulo desta nova saga.

Continuar lendo A Paladina será a protagonista de Holy Avenger 2

Lost Kids – A Espera Vale a Pena?

Falei no post do Maki sobre o financiamento coletivo do Lost Kids, um quadrinho nacional que estava no Catarse e eu esperava ansiosamente pela minha revista. Finalmente ele chegou (depois de séculos de espera) e, como não poderia deixar de ser, vou contar a minha experiência ao ler o danado aqui.

Lost Kids é uma obra de Felipe Cagno que conta a história de 5 adolescentes que acabam transportados a um mundo de fantasia e buscam uma forma de voltar à Terra, mas não sem antes se envolverem nos problemas locais e se tornarem alvo de um grande vilão.
 
Arte do pôster e capa alternativa da 5a edição.

Pelo que se pôde perceber pelo andamento do projeto, Felipe é uma ótima pessoa: empolgado, comprometido, sonhador e atencioso aos colaboradores. Mas já começo achando uma falha dele a demora para enviar os livros aos não-visitantes da FIQ, resultando em uma espera pouco mais demorada que o previsto (o Maki também foi a FIQ e não demorou nem um pouco para chegar a minha casa).

Em compensação, a qualidade do material e a arte do pôster são fantásticas (até a minha irmã achou lindo). Eu realmente achei que estava com uma das melhores obras nacionais (nível Valente, de Vítor Cafaggi) em minhas mãos antes de começar a ler, fato que infelizmente não se tornou verdade.

Veja bem, eu odeio fazer críticas negativas, espero que todos que leiam isso aqui entendam os meus pontos e não se sintam ofendidos.

Continuar lendo Lost Kids – A Espera Vale a Pena?

Mestre Mahou Jutsu! O hadouken nunca mais será o mesmo.

Image

Faz tempo que eu não posto nada, mas não é só preguiça, tinha o quesito faculdade, mesa nova, promoções na steam e o mais importante: eu tentando arrumar o druida do TRPG. Infelizmente eu ainda não acabei porque ficou muito grande e eu tive que alterar boa parte do sistema de magias… Ai ficou maior ainda e eu vou ter que disponibilizar como PDF.

Enquanto não sai, vou atender ao pedido de um amigo e postar uma versão mais interessante do Mestre Mahou Jutsu que aquela do Academia Arcana (que já era bem ruim na época e agora…).

Não são comuns os casos onde a magia arcana se encontra com o treinamento marcial, ao contrário da magia divina é preciso de muita liberdade para executar as artes arcanas e armas e armaduras tornam isso impraticavel.

Mas em Tamura e Moreania um adepto marcial não encontra essa limitação: o monge. Treinando arduamente para que seus golpes se tonem parte dos movimentos necessários para se lançar uma magia, o Mestre de Mahou Jutsu ao contrário de outros conjuradores fazem seus gestos arcanos com o corpo inteiro, o que as torna ainda mais poderosas!

Mesmo nesses lugares não é comum grandes monastérios que desenvolvam a arte e por isso é comum que membros dessa classe adotem uma vida de aventuras tanto para autoconhecimento e iluminação, como para desenvolverem suas técnicas arcanas e marciais.

Continuar lendo Mestre Mahou Jutsu! O hadouken nunca mais será o mesmo.

MAKI – O Cientista, O Cowboy e o Robô (e o NINJA!)

IMG365Há um tempinho (não consigo lembrar o dia exato) eu recebi a indicação de Lost Kids, um quadrinho nacional que estava em projeto no Catarse, de um amigo do Portal Lendas (você pode entrar no grupo do facebook AQUI), e, depois de contribuir com o dito cujo, resolvi dar uma passeada nos projetos em andamento.

Desde que comecei a ler quadrinhos mais ativamente (vulgo comprá-los) sempre me interessei pelas produções brasileiras (Valente é meu favorito, disparado) e, por sorte, encontrei o Maki em andamento (e já concluída a meta inicial, pelo que me lembro). Parei e li a sinopse. Meus olhos brilharam com a seguinte frase: “o misterioso caçador de recompensas que chega na pacata cidadezinha de Westerno atrás de um valioso e escorregadio bandido, o ninja Jin Woo Zhao”.

Continuar lendo MAKI – O Cientista, O Cowboy e o Robô (e o NINJA!)